Qual é a diferença entre design de interiores e decoração?

Um parêntese para responder a esta pergunta com o que eu vi várias vezes, no exercício de minha profissão Qual é a diferença entre design de interiores e decoração? Embora o limite parece difuso são actividades muito distintas.
Desde a pré-história existe o interesse pela expressão. A aplicação de corantes vegetais e minerais para as paredes das cavernas, representa, de algum modo, a necessidade do homem de intervir no seu espaço vital. Quando desenvolvemos a nossa capacidade criativa e cognitiva, começamos a ver o espaço como algo mais que um simples refúgio e entendemos que afeta nossa cotidianidade.
Quando nos deparamos com a tarefa de intervir num espaço, surge o interesse de contar com o assessoramento de profissionais que nos ajudem a entender o espaço como um todo e a identificar os elementos e as principais variáveis do manejo espacial.
Mas… o que precisamos: um decorador de interiores ou decorador?… Você não é o mesmo?… a resposta é não.

Ambas as disciplinas envolvendo o espaço interior, mas de forma muito diferente e a resposta é simples: o decorador de interiores constrói o espaço e o decorador intervém no espaço já construído.
O decorador tem a capacidade de ler o espaço, estuda as dimensões, a luz, os materiais, as texturas, acabamentos, mobiliário e outros elementos que são constituintes do espaço e os trata superficialmente, com a finalidade de gerar um determinado ambiente ou de um determinado estilo.
O decorador de interiores, tem uma função mais profunda que se concentra principalmente na modificação estrutural e a distribuição do espaço e não apenas em aspectos estéticos. Aplica soluções técnicas e criativas, para melhorar e facilitar a qualidade de vida e o contexto habitual de habitantes, tem a capacidade de alterar a estrutura, a função e a distribuição total de um espaço, modificando paredes, instalações e materiais.
Processed with VSCO with c1 preset
Um decorador de interiores geralmente se envolve com o arquiteto no projeto desde o início, ao contrário do decorador que não participa na construção da obra. O interior é, portanto, um ponto intermediário entre a arquitetura e a decoração.
Portanto, embora o objetivo das duas disciplinas é o mesmo: identificar e explorar ao máximo as potencialidades do espaço, aumentando as vantagens do lugar e eliminando as desvantagens, estes não trabalham da mesma forma e com os mesmos recursos.

Links:
Design de interiores. Um manual. Francis D. K. Ching, e Corky Binggeli
Sob o selo inconfundível do mestre do desenho arquitetônico Francis D. K. Ching, este manual oferece uma magnífica introdução ao design do espaço interior através de explicações gráficas muito acessíveis. Na primeira parte do livro, o leitor descobrirá os fundamentos e especificidades do espaço interno e de seu projeto, entrando em contato com questões como as estruturas, as formas e os elementos básicos do espaço interior, assim como o projeto de design e a representação visual dos trabalhos de decoração. Na segunda parte, os autores se detêm em cada um dos itens do projeto (a partir dos elementos estruturais, até os acabamentos e mobiliário) para explorar suas características funcionais, expressivas e estéticas.
http://www.interiordesign.net
Uma completa e renovada guia de novidades para a prática do design de interiores.
Qual é a diferença entre design de interiores e decoração?